Translate

Receba por e-mail nossas publicações

quarta-feira, 22 de agosto de 2012

ANSIEDADE

A ANSIEDADE

 A ansiedade está no topo da lista dos grandes males que afligem a sociedade dos nossos dias.

A ansiedade é um estado emocional de inquietude, medo e perturbação do Sistema Nervoso Central.

CAUSAS

Sociais: Cuidados excessivos com a vida e com o acúmulo de bens materiais; dívidas insolúveis, saúde, etc.
Drogas: Lícitas e ilícitas (álcool, etc.).
Espirituais: Fé vacilante.
Emocionais: Medo, insegurança, desesperança.

SINTOMAS

Físicos: Sudorose, fadiga, cefaléia, taquicardia, nervosismo, etc.
Emocionais: Medo, confusão mental, dificuldade para relaxar, insônia, etc.
Espirituais: Dificuldade para orar, santificar-se e ler a Bíblia.

TRATAMENTO

Medicamentoso: Há remédios para tratar a ansiedade. ( Consulte seu médico)
Físico-emocional: Caminhada, leitura de um bom livro, etc.
Espiritual: Fé, oração, leitura bíblica e esperança em Deus.

Conheça os sintomas  e vença a ansiedade de seu coração.

 A psicologia define a ansiedade como um estado emocional dolorosa, marcada por inquietude, medo e acompanhado por certo grau de perturbação do sistema nervoso. Algumas de suas principais causas são:

1.Fé vacilante. A fé vacilante em Deus é a principal causa da ansiedade (Mateus 6:30-34). Uma fé fraca e inconstante pode resultar em uma série de "medos". São sentimentos de grande inquietação ante um perigo real ou imaginário medo do insucesso, de enfermidades, de rejeição, de perder o emprego, de falência, do futuro, e até da morte (Sl 39.6; Ec 4.6; Lc 10.41; 12.29; 21.34).

2.Cuidados excessivos com a vida. Vejamos os principais:

a) Cuidados com a ascensão social. Querendo ou não, em algumas situações, somos forçados a competir o tempo todo. Na vida profissional, por exemplo, muitos disputam promoções, nem sempre de forma leal. O esforço para se manter em constante ascensão social e profissional é uma das principais causas de ansiedade no mundo moderno.
A inquietação ansiosa de Saul, em razão do sucesso de Davi, trouxe ao rei intensas perturbações e sérios problemas de ordem física, mental e espiritual (1 Sm 18.7-16).

b) Cuidados com o acúmulo de bens materiais. Muitos compram uma casa pequena hoje, desejam outra maior amanhã, depois uma mansão, e mais tarde um castelo (Pv 15.16; 30.15). Segundo a Bíblia, "não há fim" para o trabalho dos homens e "nem os seus olhos se fartam de riquezas" (Ec 4.8). Contudo, somos admoestados pelo Senhor a vivermos uma vida piedosa e cheia de contentamento (Lc 3.14; Fp 4.11; 1 Tm 6.6-8).

Antídoto Eficaz

O melhor e mais eficaz antídoto contra a ansiedade é a confiança inabalável nas palavras de nosso Senhor Jesus. Ele ordenou: "Não vos inquieteis".

A gélida lágrima e o frio soturno da desesperança se dissiparam ante o sussurro da fé de Ana (1 Sm 1.10,13,15). Enquanto orava, o Espírito a confortava: "Não vos inquieteis" (Rm 8.26). A latente dor de Ana era manifestada apenas no altar da oração, refúgio dos oprimidos e ansiosos (Ap 8.3,4). Ela perseverava diante de Deus, mesmo quando as lágrimas e os verbos lhe faltaram (Cl 4.2). O cicio melancólico foi rompido e vencido pela convicção interna de que Deus a ouvira (1 Sm 1.18,19).

"Não vos inquieteis"! O mesmo Deus que socorreu e confortou a Ana é o mesmo que o toma pela mão direita e diz: "Não vos inquieteis"! (Sl 73.23).



Nenhum comentário:

Postar um comentário