Translate

Receba por e-mail nossas publicações

domingo, 22 de agosto de 2010

►CLORETO DE MAGNÉSIO

O ANTIGO MAS ATUAL CLORETO DE MAGNÉSIO

Está comprovado cientificamente que a grande maioria dos seres humanos apresentam carência do elemento MAGNÉSIO no organismo, sendo este muito importante para o nosso metabolismo.

O stress, a idade, drogas, bebidas alcoólicas, fumo, alimentação deficiente podem levar a uma carência cada vez maior resultando em complicações como artrose, problemas reumáticos, arritmias, infarto e problemas circulatórios.

De acordo com instituições nacionais e internacionais, a dose diária de MAGNÉSIO recomendada é de 300mg/dia e isso não se consegue somente com a alimentação comum.

O MAGNÉSIO é o 2˚ elemento mais abundante nos líquidos celulares e é encontrado também nos ossos, músculos esqueléticos e cardíacos, fígado e rins; sendo que atua diretamente em mais de 300 enzimas do nosso corpo e na síntese de ATP (energia). Isso se dá pois a deficiência deste elemento reflete numa demora do suprimento dessa energia (ATP), afetando todas as funções corporais associadas ao consumo deste, havendo decadência celular.

É confirmada a importância do MAGNÉSIO na estabilidade celular junto com o CÁLCIO, pois com a queda dos níveis de MAGNÉSIO no soro sangüíneo, maiores quantidades de CÁLCIO entram nas células promovendo constrição dos vasos sangüíneos, podendo ocasionar arritmias cardíacas pela saída de POTÁSSIO da célula.

Observando essa interação, as quantidades de CÁLCIO, POTÁSSIO, MAGNÉSIO E SÓDIO são fundamentais para o perfeito funcionamento das células.

O sistema circulatório melhora quando há uma suplementação correta do MAGNÉSIO, facilitando a regeneração celular, colaborando na prevenção de infartos, tromboses coronárias e cerebral.

Sua ação a nível da osteoporose se dá pela estreita relação MAGNÉSIO-CÁLCIO nas células (como explicado anteriormente) o que possibilita a maior fixação do CÁLCIO a nível ósseo diminuindo a descalcificação.

A cada ano mais e mais estudos científicos apontam o MAGNÉSIO como indispensável nas diversas etapas do funcionamento do organismo.

Embora haja outros derivados (aspartato, orato, carbonato) de MAGNÉSIO, ficou demonstrado que o CLORETO DE MAGNÉSIO está entre os mais eficientes.

Já conhecido na forma de sal, é também encontrado na forma líquida que facilita sua administração com a mesma eficácia.

Uma forma tão simples, antiga e eficaz pode melhorar em muito nosso corpo.

DRA. LOURDES G. VIEIRA

Farmacêutica Homeopata

CRF.: 9.3634

FARMÁCIA HOMEOPÁTICA EQUILIBRIUM

2 comentários:

  1. Muito proveitosa essa informação, valeu!

    ResponderExcluir
  2. EXCELENTE as informações. Já fiz uso do cloreto de magnésio.

    ResponderExcluir